Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A coisa que mais me irrita

A coisa que mais me irrita

31
Jan19

O videirinho

PV
A coisa que mais me irrita são os vendilhões, os ridículos, os videirinhos, os oportunistas, os traficantes, os que vão a todas, o da juventude partidária que, et pour cause, é deputado municipal, vereador, adjunto de gabinete (e que pelo princípio de peter, se elevará muito mais), o que fez um sindicato só para ele, o que fala para os fora da antena 1 ou da tsf e puxa dos galões da sua vida ignominiosa de lambe cus, o que mete-merdas para encher o currículo mas que dá calinadas na gramática, os do poleiro tão contentinhos por estar no poleiro mas que tremem de medo de perder o poleiro até vir um novo poleiro

Fazes falta Eça de Queirós, fazes falta Natália Correia - dirieis das boas a estes videirinhos de agora




28
Jan19

tupperware

PV

a coisa que mais me irrita é a tarefa sobre-humana de conter os membros da larga dinastia Tupperware e seus sucedâneos. É completamente impossível manter esta família minimamente estruturada: diversos membros são vadios - com especial destaque para as tampas - e todas as peças tendem a cair caoticamente como se fossem renitentes à sua arrumação em armários.

mas, apesar de tudo, há coisas que mais me irritam

26
Jan19

frequentes

PV
a coisa que mais me irrita são as pessoas que fazem coraçõezinhos com as mãos, em sinal de fraternidade universal ou como demonstração pública de amor eterno ao cônjuge ou aos filhinhos. Na cabeça destas pessoas as mãos em coração deve equivaler à saudação romana, ao punho erguido cerrado dos socialismos vários ou da luta dos negros. Um statement, portanto 
25
Jan19

o palerma

PV
a coisa que mais me irrita é o palerma que, escondido na multidão, manda bocas para a plateia, dizendo a alarvidade que nunca diria cara-a-cara. Com as ditas redes sociais, esta prática tornou-se epidémica. A propósito de uma qualquer manifestação de professores há sempre um apedeuta que grita (escrevendo): "ó nogueira, vai mas é trabalhar!".

A coisa tem raízes profundas. Lá estão, nos Atos dos Apostólos (At 2,13), os mesmos cretinos a dizer acerca da descida do παράκλητος  no Pentecostes e da glossolalia que se seguiu: "Eles estão mas é bêbedos!".

Nota erudita: Cito da tradução interconfessional (Bíblia para todos). Excepto a do Peregrino, as traduções mais correntes (Capuchinhos, Frederico Lourenço, Jerusalém, João Ferreira de Almeida, em parte a Pastoral) mantêm a equivalência formal na referência ao "mosto" ou ao "vinho doce".
20
Jan19

entrada

PV

a coisa que mais me irrita, expressão que digo tantas vezes, o xico ri-se, a betinha - sempre atenta - regista e põe-na a correr; de vez em quanto vejo-a citada, amigos distantes e novos amigos, desconhecidos até, citam-na e citam-me e, de algum modo, comemoram-me,

a coisa que mais me irrita - uma presença, um modo de ser, uma forma de estar; assunção da irritação enquanto ética e estética, arte e diletantismo. Desanquemos, pois, o irritante, as cousas irritantes

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D